An official website of the United States Government Here's how you know

Official websites use .gov

A .gov website belongs to an official government organization in the United States.

Secure .gov websites use HTTPS

A lock ( ) or https:// means you’ve safely connected to the .gov website. Share sensitive information only on official, secure websites.

Desarmando a desinformação: nossa responsabilidade compartilhada

العربية | 中文 (中国) | English | Français | فارسیРусский | Español | Українська | اُردو 
Faremos o possível para manter esta página atualizada. Para garantir que você tenha as informações mais recentes, visite a versão em inglês desta página.

“Há verdades e há mentiras. Mentiras contadas para obter poder e lucro. E cada um de nós tem um dever e uma responsabilidade como cidadãos, como americanos e, especialmente, como líderes, líderes que se comprometeram a honrar nossa Constituição e proteger nossa nação, defender a verdade e derrotar as mentiras.”

Joseph R. Biden, Jr.
PRESIDENTE DOS ESTADOS UNIDOS

A desinformação é uma das armas mais importantes e de longo alcance do Kremlin. A Rússia tem operacionalizado o conceito da competição adversária perpétua no ambiente da informação incentivando o desenvolvimento de um ecossistema de desinformação e propaganda. Esse ecossistema cria e dissemina narrativas falsas a fim de fazer avançar estrategicamente os objetivos políticos do Kremlin. Não há assunto fora dos limites para esse mar de falsidades. Tudo, desde os direitos humanos e política ambiental até assassinatos e campanhas de bombardeio fatais contra civis são alvos justos na cartilha maligna da Rússia.

A verdade desarma as armas de desinformação da Rússia. O Kremlin cria e espalha desinformação em uma tentativa de confundir e atribular as pessoas sobre as ações reais da Rússia na Ucrânia, na Geórgia e em outras partes da Europa. Como a verdade não está a favor do Kremlin, os serviços de inteligência da Rússia criam, encarregam e influenciam sites que se passam por agências de notícias visando propagar mentiras e semear discórdia. A desinformação é um meio rápido e bastante barato de desestabilizar sociedades e preparar o terreno para uma possível ação militar. Apesar de ter sido exposta inúmeras vezes por se engajar nessas atividades malignas, a Rússia continua a trabalhar contra as normas internacionais e a estabilidade global.

Notícia

11 DE JULHO DE 2022
Para difamar a Ucrânia, o Kremlin recorre ao antissemitismo

JUNE 24, 2022
A desinformação da Rússia não pode ocultar sua responsabilidade pela crise global de alimentos

2 de maio de 2022
Esforços da República Popular da China para Amplificar a Voz do Kremlin sobre a Ucrânia

Autoridades e a mídia estatal e partidária da República Popular da China (RPC) e do Partido Comunista Chinês (PCC) amplificam rotineiramente a propaganda, as teorias da conspiração e a desinformação do Kremlin. Essa amplificação tenta justificar a guerra infundada e não provocada do presidente Putin contra a Ucrânia, enquanto mina a confiança nos Estados Unidos, em outros países, nas instituições democráticas e na mídia independente.

Relatórios

20 DE JANEIRO DE 2022
Mídia financiada pelo Kremlin: o papel da RT e da Sputnik no ecossistema de desinformação e propaganda [em inglês]

Os meios de comunicação russos financiados e dirigidos pelo Estado, como a RT e a Sputnik, exercem um papel crucial na forma como a Rússia usa a desinformação a fim de fazer avançar sua política externa. Esses veículos financiados e dirigidos pelo Estado disseminam narrativas russas ao público estrangeiro, e amplificam regularmente o conteúdo de outros pilares do ecossistema de desinformação da Rússia, inclusive sites associados a serviços de inteligência da Rússia. O relatório “Mídia financiada pelo Kremlin: o papel da RT e da Sputnik no ecossistema de desinformação e propaganda” do Centro de Engajamento Global do Departamento de Estado expõe organizações controladas pelo Kremlin que se disfarçam de mídia independente.

AGOSTO DE 2020
Pilares do ecossistema de desinformação e propaganda da Rússia

O Centro de Engajamento Global do Departamento de Estado divulgou o relatório “Pilares do ecossistema de desinformação e propaganda da Rússia” em agosto de 2020. O relatório descreve os cinco pilares do ecossistema de desinformação e propaganda da Rússia, e a maneira como esses pilares trabalham juntos visando criar um efeito multiplicador de mídia. Em particular, ele detalha o modo como as táticas de um pilar, fontes intermediárias (proxy), interagem entre si com o intuito de para elevar conteúdos maliciosos e criar uma ilusão de credibilidade. O relatório também está disponível em francês, espanholportuguês, russo e árabe.

Relatórios para combater desinformação

Os relatórios de combate à desinformação do Centro de Engajamento Global resumem as lições aprendidas sobre a desinformação e como combatê-la com base nas experiências de profissionais da linha de frente no combate à desinformação, em prol daqueles que são recém-engajados nessa questão. Edições anteriores dos relatórios estão listadas abaixo e estão disponíveis também em espanhol, russo and francês.

13 DE JANEIRO DE 2022
Explorando medos primários [inglês]

Este relatório se concentra em como e por que o medo é usado na desinformação, além de mostrar que salientar os medos irracionais das pessoas pode ajudar a combater essas narrativas falsas.

4 DE OUTUBRO DE 2021
Deturpando fatos sobre o assassinato de Nemtsov e as tentativas de assassinato de Navalny e Skripal [inglês]

Provas documentais sobre as instruções dadas à fábrica de trolagem Agência de Pesquisa na Internet (IRA) após o assassinato de Nemtsov, e extensas alegações de propaganda/desinformação após os envenenamentos de Skripal e Navalny.

23 DE AGOSTO DE 2021
Os objetivos e as principais táticas da desinformação da Rússia [inglês]

Os objetivos gerais são manipular e enfraquecer os adversários. As principais táticas para enfraquecer os adversários são desacreditá-los, dividi-los, desarmá-los e desmoralizá-los. As autoridades russas valorizam a desinformação por seus efeitos cumulativos de longo prazo.

7 DE JUNHO DE 2021
O extraordinário alcance e amplitude da propaganda e da desinformação russas [inglês]

Uma análise abrangente de como a Rússia provavelmente segmenta os públicos-alvo e cria temas para cada um deles, com base em uma análise aprofundada do Departamento de Comunicação Estratégica das Forças Armadas Lituanas e análises da ONG lituana Debunk EU (Desmascarar a UE, em tradução livre), que pode servir como um modelo para outros governos ou organizações interessadas em conduzir análises semelhantes para seus países.

1 DE DEZEMBRO DE 2020
O que podemos aprender com o Grupo de Trabalho de Medidas Ativas? [inglês]

Atribui-se amplamente ao Grupo de Trabalho de Medidas Ativas interagências do governo dos EUA ter feito com que os soviéticos parassem com a desinformação grosseira, aberta e antiamericana no final da década de 1980. O relatório examina os fatores para seu sucesso, com lições que podem ser úteis hoje.

23 DE MARÇO DE 2021
Desinformação clandestina e agentes de influência [inglês]

Provas documentais de arquivos da KGB sobre como a KGB tentou influenciar as decisões de governos estrangeiros no início dos anos 1980 fornecem informações irrepreensíveis sobre este aspecto pouco conhecido de desinformação. Mensageiros controlados pela KGB tentaram convencer líderes estrangeiros que se eles seguissem as políticas contra a União Soviética, isso criaria “cenários de pesadelo” para eles. Não há razão para crer que os mesmos métodos não são usados hoje.

10 DE NOVEMBRO DE 2020
Construindo uma rede internacional de desinformação [inglês]

Como a Fundação de Cultura Estratégica dirigida pelo Serviço de Inteligência Estrangeira (SVR) fez parceria com o Global Research (site de extrema-esquerda do Canadá) e o The 4th Media (site obscuro de Pequim), para começar a criar um sistema internacional de desinformação no início dos anos 2010.

28 DE SETEMBRO DE 2020
Usando revistas digitais pseudoacadêmicas para amplificar vozes marginais [inglês]

Como o Serviço de Inteligência Estrangeira (SVR) usa uma revista digital pseudoacadêmica, Fundação de Cultura Estratégica, visando amplificar as opiniões de vozes marginais no Ocidente.

27 DE MAIO DE 2020
O coronavírus e a desinformação: a Rússia permanece fiel à forma [inglês]

Alegações falsas por parte da Rússia e da China de que o coronavírus é uma arma biológica dos EUA dão seguimento a 70 anos de alegações falsas de guerra biológica dos EUA. 

14 DE ABRIL DE 2020
O que funciona no desmascaramento [inglês]

Dicas sobre desmascaramento, a importância de desacreditar, contar histórias, reconhecer o poder das associações; como a verdade compete melhor com mentiras.

25 DE MARÇO DE 2020
O mito de que desmascarar não funciona [inglês]

A descoberta errônea da ciência social que prejudicou os esforços de combate à desinformação a partir de 2007.

11 DE FEVEREIRO DE 2020
Três maneiras de combater a desinformação [inglês]

Há três maneiras básicas de combater a desinformação: 1) refutar alegações de desinformação antes que elas se consolidem, conforme é feito na Lituânia; 2) uma abordagem de “contra-alegações”, na qual se tenta corrigir percepções errôneas depois de estabelecidas; 3) uma abordagem de “contramarcas”, que enfatiza expor as más ações do desinformante como forma de desacreditar suas falsas alegações.

8 DE JANEIRO DE 2020
Um sistema de combate à desinformação que funciona [inglês]

Como ONGs lituanas usam algoritmos, pesquisadores voluntários e fortes contatos da mídia para monitorar, pesquisar e desmascarar a desinformação antes que seja amplamente disseminada.

Recursos

Produtos anteriores

20 DE JANEIRO DE 2022
Fato versus ficção: desinformação russa sobre a Ucrânia

20 DE JANEIRO DE 2022
As cinco principais narrativas persistentes de desinformação da Rússia

U.S. Department of State

The Lessons of 1989: Freedom and Our Future