An official website of the United States Government Here's how you know

Official websites use .gov

A .gov website belongs to an official government organization in the United States.

Secure .gov websites use HTTPS

A lock ( ) or https:// means you’ve safely connected to the .gov website. Share sensitive information only on official, secure websites.

Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional
Gabinete de Imprensa
23 de setembro de 2021
Alocução virtual

O link para o vídeo está disponível aqui.

ADMINISTRADORA POWER:  Boa tarde a todos. Durante quase seis décadas, os Estados Unidos têm permanecido lado a lado com os nossos parceiros em África, disponibilizando o nosso apoio para fortalecer as instituições governamentais, e investindo simultaneamente em setores como a educação, a segurança alimentar, a saúde e a energia, em todo o continente.

Estes investimentos contribuiram para um extraordinário progresso em países em todo o continente africano. Retiraram 700 milhões de pessoas da pobreza desde 1990; reduziram drasticamente as mortes provocadas por VIH e malária, e ajudaram o continente a aumentar a frequência do ensino básico a um ritmo superior a qualquer outra região do mundo. Contudo, a pandemia da COVID-19 provocou retrocessos desastrosos na área da saúde e da economia, levando ao primeiro aumento da pobreza extrema em 20 anos.

E apesar de, aquando da fundação da USAID, o nosso apoio representar cerca de 70 por cento dos fluxos de capital no mundo, atualmente é apenas de 10 por cento. Noventa por cento de todos os fluxos de capital provêm de empresas e investidores como vós. E os Estados Unidos continuam a implementar medidas para expandir o investimento do setor privado, comprometendo-se a estabelecer parcerias cada vez mais fortes e resilientes, assentes nos nossos laços comerciais em crescimento. Em julho, o governo Biden-Harris – através da USAID, do EXIM e de mais de uma dúzia de outras agências governamentais americanas – lançou a Campanha Prosper Africa Build Together, um esforço coordenado do governo para impulsionar o comércio e o investimento do setor privado em todo o continente africano. Porque sabemos que os objetivos de desenvolvimento do mundo – e as aspirações do povo africano – não podem ser concretizados apenas através da ajuda internacional.

No ano transato, metade das economias com maior crescimento no mundo eram africanas. E nos próximos vinte anos, a dimensão da mão-de-obra em África irá ultrapassar a da Índia e da China. Estes são povos jovens – num momento em que o resto do mundo está a envelhecer, a mão-de-obra africana vai ficando mais jovem. Também são consumidores que querem os produtos, serviços e tecnologias mais recentes. Nos próximos três anos – até 2025 – prevê-se que o consumo doméstico em África irá atingir $2,1 biliões de dólares, com as despesas das empresas a atingir $3,5 biliões de dólares. Enquanto investidores, vocês sabem que algumas das vossas maiores receitas provêm de janelas de oportunidade em que os vossos concorrentes podem ser afastados pelo risco.

África tem uma população de mais de mil milhões de habitantes, que se prevê que irá duplicar até 2050, e 60 por cento dos africanos têm menos de 25 anos. A oportunidade de estabelecer parcerias, crescimento e prosperidade em África é verdadeiramente enorme. E através da Prosper Africa, as empresas e empresários americanos já estão a beneficiar de investimentos nos mercados africanos em grande crescimento.

Empresários como o Dr. Thierry Wandji. Thierry é um imigrante na América, oriundo dos Camarões. Depois de ter concluído a sua educação nos E.U., Thierry lançou uma start-up na área da cibersegurança, sedeada em Washington, D.C. Com um grande foco no desenvolvimento económico em África, Thierry ouviu nas notícias que o Burkina Faso estava a considerar comprar infraestruturas e serviços de Internet adicionais a uma multinacional chinesa. Thierry sabia que conseguia apresentar uma proposta melhor, com preços inferiores, mas a sua empresa não possuía financiamento suficiente – e tinha apenas dois meses para desenvolver um estudo viável para concorrer ao contrato.

Foi na Prosper África que Thierry encontrou o seu campeão – um criativo consultor na área do comércio chamado Bill Fanjoy. Bill reconheceu o potencial da visão de Thierry e ajudou-o a garantir o investimento do setor privado, associando Thierry à Cisco Capital. A empresa de Thierry garantiu o financiamento e equipamento da Cisco, e acabou por ganhar o concurso. Conseguiu vencer os seus concorrentes, em parte graças à capacidade da sua empresa gerar emprego e à capacidade de construção localmente no Burkina Faso, dando formação a engenheiros locais para gerirem a empresa poucos anos após o seu lançamento. Os algoritmos mostram que as oportunidades de investimento em países como o Burkina Faso são “pequenas” e “arriscadas”, mas quando a Cisco se apercebeu do investimento de milhares de dólares para expandir a infraestrutura de internet, compreendeu que ele tinha conseguido identificar valor onde outros não o tinham visto. Na verdade, um executivo da Cisco revelou que quando a Prosper Africa se associou à start-up de Thierry, conseguiram ver oportunidades em mercados africanos mais pequenos, aos quais não teriam dado atenção. Através da Campanha Prosper Africa Build Together, estamos a ligar investidores a essas oportunidades – a oportunidade das empresas investirem – e a trabalhar para dar a pessoas inovadoras como Thierry o apoio de que precisam para crescer.

Para ajudar ainda mais empresas e empresários, a USAID anunciou recentemente uma injeção de US$ 10 mil milhões de dólares para os parceiros da Prosper Africa, graças ao apoio de investidores institucionais e fundos de pensão americanos, como o San Francisco Employees’ Retirement System. Depois de participar numa delegação conduzida pela USAID no continente, o Responsável do System’s Chief Investment direcionou o seu investimento de US$ 100 milhões para um fundo que apoia soluções de energia verde em África. E com um mandato do African Growth and Opportunity Act, o AGOA, os Centros de Comércio e Investimento regionais da USAID estão a trabalhar com governos africanos e parceiros industriais para reduzir o tempo e o custo das transações, agilizando procedimentos alfandegários para facilitar a livre circulação de bens nas fronteiras. Em consequência destes esforços, assistimos a uma redução de 53 por cento do tempo necessário para liberar mercadoria em Mombasa, e reduções de 65 por cento em Dar es Salaam e Accra. Através da Prosper Africa, as empresas e os investidores conseguem aceder aos serviços comerciais e de investimento e aos recursos do Governo americano – desde perspetivas de mercados ao apoio comercial, ao financiamento e à capacidade de fortalecer o clima empresarial local. Centenas de empresas como a de Thierry iniciaram as suas parcerias através da Prosper Africa, associando-as a consultores eficientes, que contornam a papelada burocrática, mobilizam o investimento institucional e privado e guiam os nossos parceiros que anseiam por fazer crescer as suas empresas.

Desde junho de 2019, o governo Americano ajudou a fechar 800 negócios em 45 países africanos, com um valor estimado de US$ 50 mil milhões de dólares em exportações e investimentos. Com a Prosper Africa como canal, investir em mercados africanos em grande crescimento gera sinergias que levam ao crescimento também aqui, no nosso país. Estamos a construir novos mercados para produtos americanos, mobilizando milhares de milhões de dólares em investimento no setor privado americano, e apoiando milhares de postos de trabalho para trabalhadores americanos e africanos.

Seguidamente, iremos ouvir o fundador e Presidente do United Bank for Africa, Tony Elumelu. Através da Prosper Africa, a USAID tem o orgulho de ser parceira do United Bank for Africa, para conseguir gerar financiamento para empresas africanas e dirigidas pela Diáspora. É este tipo de relações duradouras no continente que confere à USAID – e às empresas americanas – uma vantagem quando estão a competir em mercados emergentes. Gostaria de agradecer ao Vice-Presidente Interino e ao Primeiro Vice-Presidente do EXIM a oportunidade de falar convosco hoje, bem como esta parceria sólida que nos permite continuar a trabalhar para desenvolver uma estratégia para o comércio e o investimento mais forte, mais segura e mais inclusiva, direcionada às nações africanas e aos Estados Unidos. Espero que continuem a trabalhar connosco nos meses e anos vindouros – através do nosso centro de recursos digitais em ProsperAfrica.gov. Aqui, poderão entrar em contacto com a nossa equipa especializada de consultores da Prosper Africa, que contribuem para fomentar novas parcerias e aprofundar o apoio que prestamos às empresas e empresários em todo o continente africano e aqui no nosso país.

Muito obrigada.


Eis o conteúdo original: https://www.usaid.gov/news-information/speeches/sep-23-2021-administrator-samantha-power-exim-annual-conference-plenary-session

Esta tradução é fornecida como cortesia e apenas o texto original em inglês deverá ser considerado oficial.

U.S. Department of State

The Lessons of 1989: Freedom and Our Future