Departamento de Estado dos Estados Unidos
Gabinete do Porta-voz
Folha Informativa
23 de março de 2023

Os Estados Unidos são o maior doador singular na resposta humanitária à crise regional da Venezuela, propiciando assistência aos refugiados, às pessoas que buscam asilo, e a outras populações vulneráveis em questão.  Mais de 7,7 milhões de pessoas que se encontram na Venezuela necessitam assistência humanitária imediata, e mais de 6 milhões de venezuelanos foram deslocados para 17 países em toda a região desde 2015.

Durante a Conferência Internacional de 2023, em Bruxelas, de Solidariedade com Venezuelanos Refugiados e Migrantes e com Países e Comunidades Anfitriãs, a embaixadora dos Estados Unidos para a Organização das Nações Unidas, Linda Thomas-Greenfield, anunciou mais de 140 milhões de dólares adicionais em assistência humanitária, e mais de 31 milhões de dólares em assistência ao desenvolvimento, para auxiliar na resposta à crise regional da Venezuela.  A assistência inclui mais de 56 milhões de dólares através do Bureau de População, Refugiados e Migração (PRM) do Departamento de Estado dos EUA, e mais de 115 milhões de dólares através da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID).  Desde 2017, soma total alcança mais de 2,8 bilhões de dólares em assistência dos EUA na reposta à crise regional da Venezuela, o que inclui mais de 2.5 bilhões de dólares em assistência humanitária e 387 milhões de dólares em assistência ao desenvolvimento.

Essa assistência vinda do povo americano demonstra o compromisso com a Declaração de Los Angeles, relativa ao apoio a países que acolhem grandes populações de migrantes e refugiados deslocados.  Dá apoio aos venezuelanos mais vulneráveis em suas necessidades mais prementes. 

  • Com a assistência, os Estados Unidos dão apoio a uma ampla gama de programas vitais, humanitários e de desenvolvimento, que apoiam os venezuelanos e as comunidades anfitriãs, oferecendo: assistência alimentar; abrigo de emergência; acesso a cuidados de saúde, inclusive de apoio psicológico; água, saneamento e artigos de higiene; apoio ao sustento; e proteção de grupos vulneráveis que incluem mulheres, jovens, indivíduos LGBTQI+ e nativos. Nossa assistência inclui também o apoio à integração nas comunidades em toda a região, que acolhem generosamente os refugiados e migrantes venezuelanos.  Complementa também os esforços das comunidades anfitriãs em em 17 países, apoiando generosamente os venezuelanos vulneráveis, mais especificamente: Argentina, Aruba, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Curaçao, República Dominicana, Equador, Guiana, México, Panamá, Paraguai, Peru, Trinidade e Tobago, e Uruguai.
  • A assistência humanitária da USAID na Venezuela apoia internamente uma resposta multisetorial, provendo assistência crítica, alimentar e nutricional, de cuidados de saúde e de acesso básico a suprimentos médicos, água e artigos de higiene, e nos planos de proteção programada.
  • A assistência humanitária da USAID no Brasil, Colômbia, Equador e Peru apoia a assistência alimentar por meio de refeições quentes, transferências de dinheiro e vales refeição, para migrantes e refugiados venezuelanos, e para as comunidades que os recebem.
  • O PMR financia organizações internacionais e ONGs que são parceiras na América Latina e no Caribe, propiciando auxílio crítico como o acesso aos cuidados de saúde, educação, abrigo e serviços de proteção, disponibilizando inclusive espaços favoráveis às crianças, saúde mental de base comunitária e apoio psicológico, prevenção contra violência baseada em gênero e gestão de casos, e assistência jurídica para refugiados e migrantes venezuelanos.
  • A assistência humanitária do PRM e a assistência ao desenvolvimento da USAID apoiam o processo de regularização de venezuelanos na Colômbia, com mais de 1,6 milhões de registros aprovados até esta data.
  • A assistência ao desenvolvimento, da USAID, facilitará a integração socioeconômica dos migrantes venezuelanos na Colômbia e no Equador.
  • A assistência ao desenvolvimento da USAID continuará auxiliando as organizações da sociedade civil, as organizações de direitos humanos, os veículos de mídia independente, e outros protagonistas democráticos para que possam continuar a servir àqueles que permanecem na Venezuela.

Para obter mais informações sobre a assistência oferecida pelos EUA na crise regional da Venezuela, por favor, consulte a folha informativa atualizada, aqui: https://www.usaid.gov/humanitarian-assistance/venezuela-regional

Os Estados Unidos estão comprometidos no trabalho cooperativo com governos, sociedade civil, organizações internacionais e outros parceiros para auxiliar na proteção de grupos vulneráveis, na abordagem das causas da imigração irregular, e no gerenciamento humano da migração no Ocidente. Os Estados Unidos aplicam medidas rigorosas contra o desvio de fundos e outros riscos, e trabalham através de organizações confiáveis que garantem que a assistência oferecida alcance àqueles que dela necessitam.


Veja o conteúdo original: https://www.state.gov/u-s-humanitarian-and-development-assistance-for-venezuela-regional-crisis/

Esta tradução é fornecida como cortesia e apenas o texto original em inglês deve ser considerado oficial.

U.S. Department of State

The Lessons of 1989: Freedom and Our Future