An official website of the United States Government Here's how you know

Official websites use .gov

A .gov website belongs to an official government organization in the United States.

Secure .gov websites use HTTPS

A lock ( ) or https:// means you’ve safely connected to the .gov website. Share sensitive information only on official, secure websites.

Missão dos Estados Unidos nas Nações Unidas 
Gabinete de Imprensa e Diplomacia Pública 
Tal como entregue 
26 de Julho de 2023  

Obrigada, Senhora Presidente. E obrigada, ASG Khiari, pelo seu relato muito sóbrio.   

Ao início desta manhã, a Rússia desperdiçou o tempo deste Conselho com outra reunião simulada. E esta foi cruelmente irónica, uma vez que as forças russas destruíram a histórica Catedral da Transfiguração de Odessa esta mesma semana com um míssil russo direccionado.  

Segundo a UNESCO, cerca de 270 locais culturais foram danificados desde que o Presidente Putin lançou a sua invasão em grande escala na Ucrânia. A perda da herança cultural ucraniana é impressionante e verdadeiramente vergonhosa. E o ataque à histórica Catedral da Transfiguração foi apenas um dos muitos ataques que a Rússia realizou na região de Odessa esta semana.   

A campanha de brutalidade do Kremlin tem sido implacável. E o povo ucraniano está a pagar um preço alto. Após o ataque da Rússia a 19 de Julho, o governo da cidade de Odessa informou que uma pessoa morreu e oito ficaram feridas. E no último sábado, os ataques da Rússia a Odessa mataram uma pessoa e feriram outras 22. O meu coração está com os entes queridos dos mortos e feridos. Para as comunidades que foram bombardeadas por mísseis e drones russos. Para as crianças que suportaram tanto sofrimento e violência desnecessários.  

E, claro, todos sabemos que os ataques da Rússia têm consequências globais. Estes são ataques ao abastecimento mundial de alimentos – a todos aqueles que enfrentam fome, desnutrição e fome, especialmente em partes do mundo que menos podem pagar.  

Na semana passada, os militares russos bombardearam Odessa e outras cidades portuárias. Um ataque destruiu 60.000 toneladas de cereais, que de acordo com o Programa Alimentar Mundial é suficiente para alimentar mais de 270.000 pessoas durante um ano. E a 23 e 24 de julho, a Rússia atingiu os portos ucranianos no Danúbio, destruindo a infraestrutura de armazenamento de cereais no porto de Reni, do outro lado do rio da Roménia. Os ataques da Rússia a Chornomorsk, um porto que facilita quase 70% das exportações de trigo ucraniano para os países em desenvolvimento, causaram danos que, segundo especialistas, levarão pelo menos um ano para serem reparados.   

Colegas, a Rússia está empenhada em impedir que os cereais ucranianos cheguem aos mercados globais, razão pela qual suspendeu unilateralmente a sua participação na Iniciativa de Cereais do Mar Negro. Embora a Rússia nunca tenha implementado totalmente a Iniciativa de Cereais do Mar Negro, este acordo ajudou a levar comida para os necessitados.  

E, como disse o Secretário-Geral, tem sido um “farol de esperança”. E encorajamo-lo a continuar os seus esforços para encontrar um caminho para a Iniciativa. Esta Iniciativa, intermediada pelas Nações Unidas e pela Turquia, baixou os preços dos alimentos para todos. Tem sido fundamental para o trabalho humanitário do Programa Alimentar Mundial em lugares como Afeganistão, Somália e Iémen. E a Iniciativa de Cereais do Mar Negro beneficiou desproporcionalmente o mundo em desenvolvimento. E como disse o Sr. Khiari, foi uma tábua de salvação para muitos.   

A Rússia dirá o contrário. Dirá que apenas os países ocidentais se beneficiaram deste acordo. Mas os factos não estão do lado da Rússia. E eles sabem disso. É por isso que optaram por não falar na Câmara hoje. Outro acesso de raiva por não conseguir o que queriam. 

Segundo a ONU, quase dois terços do trigo exportado através deste acordo foram para países em desenvolvimento. Os preços globais dos alimentos dispararam para níveis quase recorde depois de a Rússia ter lançado a sua invasão em grande escala na Ucrânia. Subiram novamente após a Rússia ter suspendido a sua participação na Iniciativa de Cereais do Mar Negro. E na segunda-feira passada, os preços do trigo dispararam em resposta à barreira de mísseis da Rússia contra Odessa.  

O mundo está a pagar o preço pelos ataques bárbaros da Rússia. Portanto, não vamos considerar “ambos os lados” nesta questão. Apenas um país – um país – está a transformar alimentos em armas. Apenas um país está cinicamente a usar os seus cereais como alavanca para garantir o apoio de outros países. E apenas um país é responsável pela suspensão da Iniciativa de Cereais do Mar Negro.   

Todos devemos apelar à Rússia para que cesse os seus ataques à segurança alimentar global – e estenda, expanda e implemente totalmente a Iniciativa de Cereais do Mar Negro. E devemos continuar a responsabilizar a Rússia pela sua guerra ilegal e não provocada contra a Ucrânia.  

Este Conselho não pode ficar calado. É hora de agir. E esta é uma questão premente de paz e segurança internacional. O povo ucraniano precisa de paz. O mundo precisa de paz. Presidente Putin: Já passou da hora de silenciarem as vossas armas. Retire as suas tropas. E acabe com a sua agressão brutal. 

Obrigada, Senhora Presidente. 


Ver o conteúdo original: https://usun.usmission.gov/remarks-by-ambassador-linda-thomas-greenfield-at-a-un-security-council-briefing-on-russias-attacks-on-ukrainian-ports/ 

Esta tradução é oferecida como cortesia e apenas o texto original em inglês deve ser considerado oficial.

U.S. Department of State

The Lessons of 1989: Freedom and Our Future