A Casa Branca
20 de Julho de 2022

Saudações de Washington, D.C. Quero agradecer ao Conselho Corporativo de África, ao Reino de Marrocos e a Sua Majestade o Rei Mohammed por sediar a Cimeira Empresarial EUA-África de 2022. Sinto-me honrada por participar nesta cerimónia de abertura.

O Presidente Joe Biden e eu reconhecemos a importância crítica de fortalecer o nosso relacionamento com os países de África. Como tal, vou começar por algumas notícias muito importantes. O Presidente Biden e eu estamos ansiosos por receber líderes de todo o continente africano em Washington, D.C. de 13 a 15 de Dezembro, para a Cimeira de Líderes Estados Unidos-África.

Esta Cimeira demonstrará o compromisso duradouro da América com os nossos parceiros africanos e será baseada em princípios de respeito mútuo e interesses e valores compartilhados. E uma parte essencial desta Cimeira será fortalecer o nosso relacionamento económico, o que me leva à importância deste encontro de líderes dos sectores público e privado em Marraquexe.

Acredito no poder do público-privado — parcerias que reúnam a experiência e a competência do sector privado com a missão do governo de agir pelo bem público e com a confiança pública, e o alcance e a capacidade que os governos podem dar, de modo único, a qualquer empreendimento.

Trabalhando juntos, podemos desencadear crescimento e oportunidades que excedem em muito o que o sector público ou privado pode alcançar por conta própria. E, como todos aqui sabem, há muitas oportunidades de crescimento económico – em África e, claro, nos Estados Unidos – quando todos colaboramos e coordenamos.

África é o continente que mais cresce no mundo. Em 2030, o continente terá 1,7 bilião de pessoas, abrigando um quinto da população mundial. O continente também está cada vez mais jovem, urbano e conectado. Há uma demanda crescente por alimentos, saúde, educação, tecnologia e infraestrutura.

No entanto, as barreiras permanecem: acesso limitado ao capital, alto custo de financiamento e obstáculos legais e regulatórios. Isto está no topo dos desafios globais que eu sei que são sentidos de forma aguda em África, incluindo a recuperação da pandemia de COVID-19, a crise climática e a insegurança alimentar.

A Administração Biden-Harris está empenhada em trabalhar com todos vós para abordar estas questões, em prol da Agenda 2063 da União Africana.

No que diz respeito à insegurança alimentar, estamos focados na necessidade urgente de aumentar a produção e as exportações de alimentos com e dentro de África, um desafio agravado pela guerra de Putin na Ucrânia. Com esta finalidade, desde outubro passado, os Estados Unidos prometeram mais de US$ 7 mil milhões em assistência humanitária e de segurança alimentar em toda a África.

Num aspecto mais amplo, o objectivo da nossa administração é promover o crescimento e desenvolvimento económico inclusivo e sustentável em todo o continente, expandir os fluxos de capital e promover o espírito vibrante de empreendedorismo e inovação que é tão prevalente em África.

Apraz-me ver os avanços feitos na implementação da Área Continental Africana de Comércio Livre e trabalharemos convosco para garantir o seu sucesso.

Os Estados Unidos estão empenhados em utilizar todas as ferramentas à nossa disposição, incluindo financiamento para o desenvolvimento, subsídios e assistência técnica e apoio a reformas legais e regulamentares – tudo para ajudar os nossos parceiros africanos a prosperar.

Como parte disto, a nossa emblemática iniciativa de investimento em África – a Prosper Africa – convocou uma delegação para estar convosco em Marraquexe. Liderada pela PCA da Corporação Desafio do Milénio (Millennium Challenge Corporation), Alice Albright, inclui funcionários de 10 departamentos e agências governamentais dos EUA. Também inclui um grupo de investidores que administram colectivamente mais de um trilião de dólares em activos.

Nos próximos dias, a nossa delegação discutirá convosco uma série de questões, onde se incluem o trabalho para avançar a nossa nova iniciativa de infraestrutura global e o nosso trabalho para mobilizar centenas de biliões de dólares para investimentos em infraestrutura sustentável e de alta qualidade.

Inclui também o nosso esforço para expandir a Power Africa, uma das nossas maiores parcerias público-privadas no mundo – este trabalho aumentará o acesso à eletricidade, servirá de apoio a uma transição energética justa e muito mais.

A convocação desta semana é muito importante. Quando todos estão à mesa, somos mais capazes de colaborar, coordenar e identificar novas oportunidades. Assim, desejo-lhes uma Cimeira produtiva em Marraquexe.

Este trabalho beneficiará os laços comerciais e diplomáticos entre os Estados Unidos e África. E o mais importante, beneficiará tanto o povo de África quanto o povo dos Estados Unidos.

Obrigada.


Ver o conteúdo original: https://www.whitehouse.gov/briefing-room/speeches-remarks/2022/07/20/remarks-by-vice-president-harris-to-the-2022-u-s-africa-business-summit/

Esta tradução é oferecida como cortesia e apenas o texto original em inglês deve ser considerado oficial.

U.S. Department of State

The Lessons of 1989: Freedom and Our Future