Departamento de Estado dos Estados Unidos
Declaração para a Imprensa
Porta-Voz do Departamento de Estado, Ned Price
2 de novembro de 2021

Uma imprensa livre e independente desempenha um papel fundamental na promoção da democracia e coloca holofotes sobre os acontecimentos em todo o mundo – sejam eles assustadores ou esperançosos. Os jornalistas são a base de uma imprensa independente, fornecendo fatos ao público e responsabilizando os governos, muitas vezes enquanto enfrentam perigos e adversidades. No Dia Internacional para Acabar com a Impunidade dos Crimes contra Jornalistas, reiteramos nossos apelos por justiça para jornalistas corajosos em todo o mundo.

Desde 1992, mais de 1.500 jornalistas e trabalhadores da mídia foram mortos em busca de informações, com a maioria desses casos sem solução judicial. De acordo com o Comitê para a Proteção dos Jornalistas, 294 jornalistas estavam definhando em prisões por fazerem seu trabalho em dezembro do ano passado. Cada vez mais, os jornalistas enfrentam ameaças e ataques online, onde pode ser difícil identificar e responsabilizar o agressor. Mulheres jornalistas são desproporcionalmente alvo de assédio e abuso online, o que agrava as formas de violência que vivenciam offline. De acordo com uma pesquisa da UNESCO, 73% das mulheres jornalistas foram assediadas online devido ao seu trabalho. Também vimos um aumento no número de governos que ultrapassam suas fronteiras através do uso indevido de ferramentas de vigilância digital que rastreiam as comunicações e o paradeiro dos jornalistas. A vigilância digital e as ameaças online podem alimentar ameaças e violência offline, restringindo, em última análise, a capacidade dos jornalistas de relatarem informações precisas.

O Plano de Ação da ONU para a Segurança dos Jornalistas foi estabelecido há 10 anos como uma abordagem multissetorial para proteger os jornalistas através de legislação, mecanismos e guias destinados a criar um ambiente seguro e justo para a mídia. Apesar desses esforços, a comunidade internacional deve continuar a se posicionar contra ataques físicos, ações judiciais de intimidação, repressão transnacional e pressões regulatórias que silenciam a mídia – online e offline.

Hoje, os Estados Unidos renovam nosso compromisso com uma imprensa aberta e livre em todo o mundo. Apelamos a outros governos para que se juntem a nós na condenação de crimes contra jornalistas e na responsabilização daqueles que atacam a liberdade de imprensa.


Veja o conteúdo original: https://www.state.gov/the-international-day-to-end-impunity-for-crimes-against-journalists/

Esta tradução é fornecida como cortesia e apenas o texto original em inglês deve ser considerado oficial.

U.S. Department of State

The Lessons of 1989: Freedom and Our Future