Declaração para a Imprensa
Secretário de Estado, Antony J. Blinken
30 de setembro de 2022

Os Estados Unidos rejeitam inequivocamente a tentativa fraudulenta da Rússia de mudar as fronteiras internacionalmente reconhecidas da Ucrânia, inclusive realizando falsos “referendos” nas regiões ucranianas de Luhansk, Donetsk, Kherson e Zaporizhzhya. Esta é uma clara violação do direito internacional e da Carta das Nações Unidas. Em resposta, os Estados Unidos e nossos aliados e parceiros estão impondo custos rápidos e severos visando funcionários adicionais do governo russo, seus familiares, oficiais militares russos e bielorrussos e redes de aquisição de defesa, incluindo fornecedores internacionais que apoiam o complexo militar-industrial da Rússia.

Também estamos emitindo um aviso claro apoiado pelos líderes do G7: Iremos responsabilizar qualquer indivíduo, entidade ou país que forneça apoio político ou econômico às tentativas ilegais da Rússia de alterar o status do território ucraniano. Em apoio a esse compromisso, os Departamentos do Tesouro e do Comércio estão divulgando novas orientações sobre sanções intensificadas e riscos de controle de exportação para entidades e indivíduos dentro ou fora da Rússia que apoiam os falsos referendos russos, a suposta anexação e a ocupação de parte da Ucrânia.

O Departamento de Estado está tomando medidas para impor restrições de visto a 910 indivíduos, incluindo membros das forças armadas da Federação Russa, oficiais militares da Bielorrússia e representantes da Rússia por violar a soberania, integridade territorial e independência política da Ucrânia. O Departamento também está designando o cidadão russo Ochur-Suge Mongush por seu envolvimento em uma violação grosseira dos direitos humanos perpetrada contra um prisioneiro de guerra ucraniano. Sob essa autoridade, Mongush e seus familiares imediatos são inelegíveis para entrar nos Estados Unidos.

Além disso, o Escritório de Controle de Ativos Estrangeiros do Departamento do Tesouro (OFAC) está designando 109 membros adicionais da Duma Estatal, 169 membros do Conselho da Federação da Assembleia Federal da Federação Russa e mais membros do governo da Rússia, incluindo Elvira Sakhipzadovna Nabiullina, governadora do Banco Central da Federação Russa (CBR) e ex-assessora de Putin; Olga Nikolaevna Skorobogatova, primeira vice-governadora do CBR; e Aleksandr Valentinovich Novak, vice-primeiro-ministro. O OFAC também está designando membros da família do Conselho de Segurança Nacional da Rússia, como a esposa do primeiro-ministro russo Mikhail Vladimirovich Mishustin e dois filhos adultos, a esposa e os filhos adultos do ministro da Defesa Sergei Kuzhugetovich Shoigu e a esposa e filhos adultos do chefe da Guarda Nacional Viktor Vasilievich Zolotov, juntamente com os familiares imediatos do vice-presidente do Conselho de Segurança da Federação, Russa Dmitry Anatolievich Medvedev, a presidente do Conselho da Federação Russa, Valentina Ivanovna Matviyenko, e o governador de São Petersburgo, Aleksandr Dmitrievich Beglov.

O Departamento de Estado está se juntando ao Tesouro para alcançar familiares de membros do Conselho de Segurança Nacional da Rússia, designando Olga Sergeevna Sobyanina e Anna Sergeevna Ershova, de acordo com a Ordem Executiva (OE) 14024, por serem filhas adultas do prefeito de Moscou e membro do Conselho de Segurança da Rússia, Sergey Sobyanin, uma pessoa cujas propriedades e interesses de propriedade estão bloqueados sob a OE 14024.

Em cumprimento ao nosso compromisso de cortar o acesso da Rússia à tecnologia crítica para suas forças armadas, a OFAC está designando 14 pessoas, incluindo fornecedores internacionais, que apoiaram o setor de defesa russo. As sanções que nós e nossos aliados e parceiros impomos devastaram a capacidade da Rússia de acessar componentes e tecnologias críticas e forçaram a base industrial de defesa da Rússia a recorrer a intermediários e fornecedores de países terceiros. Esta ação envia uma mensagem clara de que os fornecedores internacionais de entidades russas sancionadas e o setor de defesa da Rússia correm o risco de serem sancionados.

Por fim, o Departamento de Comércio está emitindo uma regra que adiciona 57 entidades localizadas na Rússia e na região da Crimeia da Ucrânia à Lista de Entidades – elevando o total para 392. Continuaremos com os esforços potentes e coordenados dos Estados Unidos para responsabilizar a Rússia, isolando as forças armadas da Rússia do comércio global e limitando severamente sua capacidade de sustentar essa agressão e projetar seu poder.

Para obter mais informações sobre a ação de hoje, consulte o comunicado de imprensa do Departamento do Tesouro e o comunicado de imprensa do Departamento de Comércio.


Veja o conteúdo original: https://www.state.gov/imposing-swift-and-severe-costs-in-response-to-russias-violations-of-ukraines-sovereignty/

Esta tradução é fornecida como cortesia e apenas o texto original em inglês deve ser considerado oficial.

U.S. Department of State

The Lessons of 1989: Freedom and Our Future