Casa Branca
21 de Junho de 2021

Hoje, o governo Biden-Harris anunciou a lista de distribuição de 55 milhões das 80 milhões de doses do suprimento de vacina da América que o Presidente Biden comprometeu-se a distribuir até o fim de Junho para acabar com a pandemia a nível global. Enquanto continuamos a  lutar contra a pandemia da COVID-19 em casa e a trabalhar para acabar com a pandemia mundial, o Presidente Biden prometeu que os Estados Unidos serão um arsenal de vacinas para o mundo. Parte desse plano é doar vacinas de nosso abastecimento doméstico, e o presidente prometeu 80 milhões de doses a serem distribuídas até o fim de Junho. No início deste mês, o governo anunciou o plano para as primeiras 25 milhões de doses que começamos a enviar, e o anúncio de hoje completa a lista com as 55 milhões de doses restantes. Para todas essas doses, aqueles que correm risco maior, como os profissionais de saúde, devem ser priorizados, com base nos planos nacionais de vacinação.

Além de compartilhar doses de nosso próprio suprimento de vacinas, o governo Biden-Harris também está comprometido com os nossos fabricantes dos EUA para produzir mais vacinas para compartilhar com o mundo. Para esse fim , antes do G7, o Presidente Biden anunciou que os EUA vão comprar meio bilhão de doses da Pfizer e doá-las para 92 países de baixa renda e de média baixa renda e membros da União Africana. No total, o G7 + concordou em fornecer mais de 1 bilhão de doses adicionais a partir do verão de 2021 (no Hemisfério Norte). Além disso, os EUA estão empenhados em expandir a produção local de vacinas e, através de nossa parceria Quad e do apoio da Corporação Financeira para o Desenvolvimento Internacional para a fabricação de vacinas, mais de 1 bilhão de doses serão produzidas na África e na Índia em 2021 e 2022. Esta estratégia de vacinação é um componente vital de nosso esforço global para liderar o mundo na luta contra a Covid-19 e conquistar a segurança sanitária global.

Para essas 80 milhões de doses, os EUA compartilharão 75% através da COVAX e 25% serão direcionadas para ajudar a lidar com picos de contaminação em todo o mundo. Nossas metas são aumentar a cobertura global de vacinação contra a Covid-19, aprimorar a preparação para surtos e priorizar profissionais de saúde e outras populações vulneráveis com base em dados de saúde pública e melhores práticas reconhecidas, e ajudar nossos vizinhos e outros países necessitados. E, como afirmamos anteriormente, os Estados Unidos não usarão suas vacinas para garantir favores de outros países.

Com base nesta estrutura e  nas aprovações legais e regulatórias pendentes, o plano de alocação para essas 55 milhões de doses será da seguinte forma:

  • Aproximadamente 41 milhões de doses serão compartilhadas através da COVAX, com as seguintes alocações:
    • Aproximadamente 14 milhões de doses para a América Latina e o Caribe: Brasil, Argentina, Colômbia, Peru, Equador, Paraguai, Bolívia, Uruguai, Guatemala, El Salvador, Honduras, Haiti, e outros países da Comunidade do Caribe (CARICOM), República Dominicana, Panamá e Costa Rica.
    • Aproximadamente 16 milhões para a Ásia: Índia, Nepal, Bangladesh, Paquistão, Sri Lanka, Afeganistão, Maldivas, Butão, Filipinas, Vietnã, Indonésia, Tailândia, Malásia, Laos, Papua Nova Guiné, Taiwan, Camboja e Ilhas do Pacífico.
    • Aproximadamente 10 milhões de doses para a África a serem compartilhadas com países que serão selecionados em coordenação com a União Africana.
  • Aproximadamente 14 milhões – ou 25% desses 55 milhões de doses de vacinas – serão compartilhadas com nossas prioridades regionais e outros destinatários, como: Colômbia, Argentina, Haiti, outros países da CARICOM, República Dominicana, Costa Rica, Panamá, Afeganistão, Bangladesh, Paquistão , Filipinas, Vietnã, Indonésia, África do Sul, Nigéria, Quênia, Gana, Cabo Verde, Egito, Jordânia, Iraque, Iêmen, Tunísia, Omã, Cisjordânia e Gaza, Ucrânia, Kosovo, Geórgia, Moldávia e Bósnia.

A compartilha de milhões de doses de vacinas dos EUA com outros países sinaliza um grande compromisso do governo americano. Assim como fizemos em nossa resposta doméstica, agiremos o mais rapidamente possível, cumprindo os requisitos legais e regulamentares dos Estados Unidos e dos países anfitriões, para facilitar o transporte seguro das vacinas através das fronteiras internacionais. Isso levará tempo, mas o presidente instruiu o governo a usar todas as alavancas do Governo dos EUA para proteger os indivíduos desse vírus o mais rápido possível. As vacinas e as quantidades específicas serão determinadas e compartilhadas à medida que o governo trabalhar com parâmetros logísticos, regulatórios e outros específicos de cada região e país.


Veja o conteúdo original:  https://www.whitehouse.gov/briefing-room/statements-releases/2021/06/21/fact-sheet-biden-harris-administration-announces-allocation-plan-for-55-million-doses-to-be-shared-globally/

Esta tradução é fornecida como cortesia e apenas o texto original em inglês deve ser considerado oficial.

U.S. Department of State

The Lessons of 1989: Freedom and Our Future